E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Entenda como funciona a restituição do Imposto de Renda

08/05/2018 Por: Daniel Fernandes
restituição imposto de renda

 

Após a Declaração do Imposto de Renda, a maioria dos contribuintes já começa a se preparar para a restituição do imposto, um assunto que gera muitas dúvidas.

 

restituição acontece quando as despesas dedutíveis não são contadas ao longo do período tributado, em outras palavras: tem direito a receber restituição quem pagou o Imposto de Renda a mais durante o ano (o imposto é descontado na folha de pagamento dos trabalhadores assalariados, por exemplo).

 

Na hora de declarar, o programa faz as contas: quem tem muitas deduções, como dependentes e despesas médicas, por exemplo, vai ganhando descontos. No final das contas, pode ter dinheiro a receber.

 

É importante ficar atento, pois quem tem direito a receber restituição deve consultar os lotes com regularidade. A Receita Federal programa 7 lotes de restituição que vão de junho até dezembro.

 

Existem algumas prioridades nesse recebimento, como os contribuintes acima de 60 anos e quem entregou a declaração com antecedência. Todos esses critérios serão mantidos apenas pelas declarações que foram entregues dentro do prazo, portanto, quem deixou para a última hora, receberá a restituição somente no último lote.

 

Vale lembrar que a restituição é corrigida pela taxa Selic, a partir do momento em que for colocada à disposição do contribuinte, não sofrerá qualquer acréscimo.

 

Caso haja inconsistência no preenchimento dos dados bancários ou sua conta bancária tenha sido encerrada neste período de liberação do lote, o dinheiro voltará para o banco. Neste caso, o contribuinte deve buscar no site da Receita Federal, com base no número do protocolo entregue da declaração, o motivo do não depósito e providenciar o pedido de pagamento diretamente no Banco do Brasil.

Parte inferior do formulário

 

No caso do contribuinte cair na malha fina, ou seja, erros de preenchimento e informações inconsistentes que podem caracterizar infração à legislação tributária federal, o pagamento referente a restituição do imposto só será realizado caso a situação seja regularizada com a Receita Federal.

Caso tenha entregue uma declaração retificadora para corrigir algum erro no seu formulário, atenção: a Receita irá considerar, para definir prioridade na restituição, a data de retificação do seu imposto de renda.

 

 

Como acompanhar a restituição de IR?

Para verificar se a restituição foi liberada, basta acessar o site da Receita.

É possível também consultar a situação pelo Receitafone (146 – opção 3) ou usando o aplicativo para dispositivos móveis que está disponível para smartphones e tablets que utilizam os sistemas operacionais Android ou iOS.

De acordo com a Receita, assim que sua restituição de IRPF (referente a qualquer exercício a partir de 2008) for disponibilizada para resgate, será encaminhado um SMS para o contribuinte.

 

E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades

 

Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar